Menu fechado
Clique para adquirir exemplar impresso

Intervenções Marcuseanas

  • Autor: Silvio Carneiro
  • ISBN: 978-65-5719-018-0
  • Edição: 1ª Edição: out/2021
Descrição
Nota da editora: este livro foi realizado e impresso com dinheiro público da Universidade Federal do ABC. Ele está disponível sem custo para o leitor, exclusivamente para pessoas físicas e restrito a 1 exemplar por aquisição. O leitor deve clicar no botão comprar. O exemplar lhe será enviado pelo correio sem custo de aquisição, mas com cobrança de frete. O  valor do frete será informado durante o checkout.

 

            As páginas deste livro ecoam uma Teoria Crítica com a possibilidade de intervir no contexto histórico em que vivemos. Assim, os estudos nele presentes perseguem o rigor da análise da experiência de pensamento, mas também suas implicações como exercício para enfrentarmos as contradições de nossa realidade atual. É com tal espírito que escolhemos Herbert Marcuse como autor privilegiado para interlocuções de ideias e, quem sabe, ações.

Nas sombras do tempo contemporâneo, certa ideologia do que chamamos hoje de Nova Direita apresenta Marcuse como ideólogo do marxismo cultural. A imagem do Marcuse ideólogo não é de hoje. Desde os anos 1960, argumentos de que sua obra pretende uma revolução cultural que lança os jovens contra os valores burgueses e cristãos circulam entre os movimentos conservadores. Algo que tem seu fundo de verdade, considerando o quanto desses valores significam a repressão das formas de vida. No entanto, para além de tais acusações, muitas delas desviantes ou mesmo de baixa compreensão intelectual, interessa-nos saber que sua obra causa a esse grupo um mal-estar importante e isso torna ainda mais interessante nossas intervenções marcuseanas.

Marcuse procura ocupar territórios difíceis para desenvolver seu pensamento. Fazer da democracia burguesa o alvo de críticas é reconhecidamente um lugar perigoso. A desmedida pode levar ao regresso da barbárie. No entanto, a crítica é uma tarefa necessária e inerente à democracia. Tendo em vista esse cenário, este livro debate os elementos presentes na crítica de Marcuse à democracia burguesa.

Talvez ainda falte neste livro uma leitura mais sistemática desse tema e, assim, a contribuição de futuros leitores será fundamental. Isso porque procuramos trazer à tona não o problema em si – da crítica da democracia burguesa –, mas os pilares que levam Marcuse a desenvolver tal crítica. Assim, uma questão ressoa no livro: qual é o significado de uma crítica marcuseana à democracia no capitalismo? E, nesse sentido, que elementos ele traz para compor esse juízo?

 

 

 


Sobre o Autor

Silvio Carneiro é professor dos cursos de Filosofia na Universidade Federal do ABC (UFABC). Membro da International Herbert Marcuse Society, desenvolve pesquisas sobre Teoria Crítica, educação, política e psicanálise.

Informação Adicional
Peso 250 gramas
Dimensões 14 x 21 x 2,5 cm
Páginas 200 páginas